3 de novembro de 2016

Luís Rouxinol Jr. - Faz Balanço da Temporada 2016

O cavaleiro praticante Luís Rouxinol Jr. publicou o balanço da sua temporada de 2016 na sua pág. de “Facebook” que aqui deixamos de seguida.

“E assim do nada, chegou ao fim mais uma temporada.

Esta, talvez tenha sido até agora, a mais exigente mas também a mais completa desde que me iniciei neste sonho de ser Cavaleiro Tauromáquico.

Serei suspeito para falar mas considero que foi uma temporada de êxitos, com muitos quilómetros percorridos, muitos toiros lidados, e de uma enorme importância pelas praças e alternantes com que este ano me cruzei.

Tudo começou a 6 de Fevereiro no Festival Taurino na Granja, onde felizmente tudo correu bem e entrei com o pé direito na temporada de 2016.

Seguiu-se outro Festival em Serpa, e depois, a 14 de Maio, na minha terra, Montijo, a minha primeira corrida de toiros da temporada, que resultou numa das tardes mais bonitas e completas para mim este ano.

Em Junho, actuei no Pinhal Novo e na Benedita. Já em Julho, regressei novamente ao Montijo, onde ganhei o prémio de melhor lide numa noite especial por ter sido de homenagem ao meu avô Alfredo Vicente, levando a melhor mesmo tendo por alternantes cavaleiros de alternativa.


Ainda em Julho, um dos compromissos mais importantes deste ano, ir a Lisboa ao lado do meu pai. Mas o compromisso acabou por se tornar numa grande e exigente responsabilidade, quando após a lide a duo, o meu pai se ressentiu de uma lesão nas costas. Foi difícil assim do nada assumir a lide a solo de dois toiros, foi inesperado mas foi uma prova superada.

Pela mesma razão, acabei por assumir o posto do meu pai a 15 de Julho em Évora, numa corrida de homenagem ao Mestre Luís Miguel da Veiga. Alternei com duas figuras do nosso panorama taurino, António Telles e Rui Fernandes, e felizmente creio que foi uma das melhores actuações da minha carreira. Foi sem dúvida um orgulho ter substituído o meu pai mas também ter estado ao nível dele.

Seguiram-se actuações em São Cristovão e Oliveira do Bairro, onde tudo também correu da melhor maneira.

Na Nazaré, a 23 de Julho, e frente a toiros Falé Filipe, consegui também uma das noites mais bonitas da minha temporada. Triunfei frente a um exigente toiro e no final dei volta com o ganadero.

Estive também na abertura da temporada em Albufeira, e em Agosto, actuei em 8 corridas: Póvoa do Varzim, Casével, Urrós, Alcochete, Abiúl, Nazaré e novamente Albufeira. Destas todas destaco as lides em Alcochete, Abiúl e a da Nazaré.

Em Setembro estive presente em S. João da Pesqueira, numa corrida com casa esgotada, e onde voltei a dar volta com o ganadero, o sr. Joaquim Alves da ganadaria Pinto Barreiros. A 10 de Setembro, em Moura, consegui uma tarde muito positiva e novamente dei volta com o sr. Joaquim Alves, mas desta vez representando a ganadaria São Torcato.


A 11 de Setembro tive uma tarde para recordar em Sobral de Monte Agraço. Tudo correu como sonhei e dei volta com o ganadero Pedro Canas Vigouroux.

Fiz parte do cartel, a 16 de Setembro, de uma corrida integrada na Feira da Moita, onde me calhou em sorte um exigente e muito complicado toiro de Canas Vigouroux, mas ainda assim obtive uma lide que me deixou muito feliz.

E para terminar Setembro, seguiram-se actuações em Santarém e Póvoa de São Miguel.

O 15 de Outubro, data do meu aniversário, ficará também como a data da minha estreia nos Estados Unidos da América, onde as coisas não poderiam ter corrido melhor tanto na primeira corrida, como na segunda realizada a 17 de Outubro em Thornton, no estado da Califórnia.

Chegou por fim o dia 30 de Outubro, em que voltei a Évora, numa tarde exigente e onde dei por terminada a minha temporada de 2016.

Lidei no total esta temporada 47 toiros, de todo o tipo de ganadarias e de diferentes encastes.

Este ano, fizeram parte da minha quadra os cavalos Aquiles, Dominguin, Ulisses, Átila, Amoroso e o Douro. A eles devo um agradecimento muito especial pois tiveram sempre em grande plano e nunca me falharam.

Quero aproveitar para agradecer a toda a equipa que me acompanhou esta temporada. Aos meus bandarilheiros, o David, o Sérgio, o João, ao Josué e ao Becas.

Também aos responsáveis pela quadra, o Ti Jaime, o Miguel, o Catalino, ao meu chofer e moço de espadas Rui Ferreira, e também ao Fábio Cadete quero agradecer pelas corridas que me acompanhou.

Mas existem duas pessoas fundamentais na minha vida e carreira, a quem tenho um agradecimento especial a fazer, que é ao meu apoderado e amigo Francisco Penedo, por tudo o que tem feito por mim, e sobretudo ao meu pai, por tudo o que me tem ajudado. Ele, mais do que mestre e maior crítico, é sem dúvida a minha base, a minha referência, o meu tudo...

Quero agradecer também a minha mãe e a toda a minha família e amigos por todo o carinho que tiveram por mim ao longo desta temporada!

E os últimos são sempre os primeiros, por isso quero agradecer a todo o fantástico público que me acompanhou ao longo deste ano… O meu OBRIGADO a Todos!

Agora vem aí mais um Inverno, é tempo de trabalhar mais que nunca pois quero continuar a evoluir, a melhorar e aprender mais rumo ao próximo passo mas também ao meu objectivo, ser um dia figura do toureio.

Marcamos encontro para 2017 que certamente será uma temporada inesquecível!

Luís Rouxinol Jr.”
Compartilhar:
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Enviar um comentário

Scroll To Top