14 de outubro de 2016

Campo Pequeno - 13 de Outubro'16 Noite de Emoções Nas Despedidas

A Praça de toiros do Campo Pequeno em Lisboa recebeu ontem quinta – feira 13 de Outubro de 2016 a ultima corrida da temporada, apelidada de “Temporada Sensacional”, a noite foi de emoções na hora da despedida, comecemos pelo princípio.
O primeiro momento de emoção deu-se quando a Empresa do Campo Pequeno (SRUCP) entregou o “Galardão Prestigio” 2016 ao já retirado cavaleiro e atual ganadeiro e criador de cavalos Engº José Samuel Lupi, por tudo o que representa atualmente e pelo que deu à tauromaquia portuguesa, durante todos estes anos em que está ao serviço da Festa brava.

O segundo momento foi o da pega do forcado Manuel Guerreiro do G.F.A. Lisboa quando realizou a 2ª pega do seu Grupo e última da sua já longa carreira como forcado, com três brindes emocionados ao seu Grupo, sua mulher e seus pais.

O terceiro momento emocionante foi o de mais uma pega executado pelo veterano forcado João Lucas do G.F.A. Lisboa quando efetuou a 3ª pega do Grupo a qual pertencia, pondo assim termo a uma vida de 20 anos a envergar aquela jaqueta de forcado, brindando também a todos aqueles que fizeram parte do Grupo desde o fundador o Mestre Nuno Salvação Barreto até ao mais novo forcado do Grupo e à mulher da sua vida (Sara Teles) como o próprio disse.

Resultado de imagem para Manuel Rosa Pires
Outro momento de emoção, ainda que tenha sido mais a nível pessoal foi vivido pelo veterano e competente diretor de corrida Lourenço Luzio que dirigiu pela última vez uma corrida de toiros na primeira praça do Pais não sabendo ainda se será também a última da sua carreira como diretor pois que ainda está a aguardar pela sua reforma.

Não me podia esquecer de referenciar também a despedida por ir para a sua merecida reforma do realizador televisivo e aficionado Manuel Rosa Pires que ao longo de mais de trinta anos tem vindo a realizar as transmissões das corridas transmitidas pela RTP, as quais me ajudaram a tornar mais aficionado.

Para todos aqueles que ontem se despediram quero deixar um muito obrigado por todo o vosso esforço e dedicação na realização das vossas funções, certamente muitas vezes em prejuízo da vossa vida pessoal e até profissional para que a nobre e valente arte das touradas (tauromaquia) ainda hoje possa sobreviver e dar-nos tantas e boas emoções.

Que Deus vos continue conceder todos os vossos desejos, e que nos possamos encontrar por essas praças de Portugal a desfrutar daquilo que tanto gostamos, “Toiradas”.

Este é o meu desejo! 
Carlos Caetano (Cajó)
Compartilhar:
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Enviar um comentário

Scroll To Top